Amor fora de moda.

Quando se fala de  “Amor x Sexo” nós mulheres temos um pensamento feminista sobre isso – De que nós do sexo frágil queremos sexo com amor, 
e os homens “machistas” não se importam se o sexo vem acompanhado do amor ou não, desde que venha! – Logo aderimos a esse pensamento machista de que só homens fazem sexo sem amor, mas com sinceridade, por sermos do sexo frágil e por tanto a sociedade reprimir a independência feminina passamos a nos alto – reprimir, e francamente, ultimamente todos esses valores morais que não devem servir exclusivamente a nós mulheres estão sendo deixados completamente de lado. De tanto buscar por direito de expressam, de buscar a igualdade entre direitos de homens e mulheres, o amor acabou caindo pra escanteio. – Amor fora de moda. – Mas falando sinceramente… O que é mais importante? Se permitir fazer sexo sem intimidade, sem afeto, sem respeito pelo conteúdo, não apenas pela embalagem? Valorizar o corpo além da alma?

Sinceramente, se lutar por direitos iguais, faz perder a doçura, a admiração pela pureza pela delicadeza que nós mulheres transparecemos. Eu realmente não quero alcançar totalidade em direitos iguais.

Expressando isso não quero impor que a mulher tem que ser sempre tão intocável, como se fosse quebrar em um toque. Mas deixar de ser Amélia e ser uma mulher que fuja do padrão machista que a sociedade impõe não significa ser vulgar.