Deixamos pra depois uma conversa amiga
Que fosse para o bem, que fosse uma saí­da
Deixamos pra depois a troca de carinho
Deixamos que a rotina fosse nosso caminho
Deixamos pra depois a busca de abrigo
Deixamos de nos ver fazendo algum sentido

Deixamos de sentir o que a gente sentia
Que trazia cor ao nosso dia a dia
Deixamos de dizer o que a gente dizia
Deixamos de levar em conta a alegria
Deixamos escapar por entre nossos dedos
A chance de manter unidas as nossas vidas

Anúncios

Playlist de despedida

A cantora de soul Amy Winehouse, conhecida por inúmeros escândalos relacionados com drogas, foi encontrada morta neste sábado (23), em seu apartamento em Londres.

Eu Sei

Palavras são erros
E os erros são seus…

Não quero lembrar
Que eu erro também
Um dia pretendo
Tentar descobrir
Porque é mais forte
Quem sabe mentir
Não quero lembrar
Que eu minto também…

Eu Sei- Legião Urbana

Fotos do fim de semana que passou, pouco antes de sair para uma tarde “azul” com uma amiga.

Meu look: Para um dia quente (abafado), minha blusa leve, bege, com caveira em forma de coração; jeans preto e, nos pés usei uma sapatilha na mesma tonalidade da blusa. Eu realmente amo sapatilhas, ainda abandono outros calçados, e me rendo de vez a elas hahah

“Somos pássaro novo, longe do ninho”

Cá estou eu, nessa maresia, árdua, que prendi sob meus pés propositalmente, para absorver um pouco de auto aceitação.

Beijo queridos que teimam em me acompanhar. Obrigado por persistirem em rever minhas explicações em cada post.

Top Top – Músicas Revolucionarias

10. Elvis Presley – Heartbreak Hotel (1954)

Nos anos 50, as músicas seguiam um padrão : garotas, sorveteria, milk shake
Até que em 1956, Elvis Presley inovou, escrevendo uma música sobre uma manchete que leu em um jornal, sobre um suicídio em um hotel.
Essa música foi revolucionaria não só por ser inovadora, mas também por que o índice de suicídios nos EUA aumentou significativamente.

9. Queen- Bohemian rhapsody (1975)

Em 1975 a banda Queen fez o inimaginável. Gravaram uma música fazendo um coral de aproximadamente 900 vozes. Mas o detalhe é que as vozes eram apenas deles, e em um tempo que não existia computador, o jeito era: gravar uma voz, voltar a fita, gravar outra voz, voltar a fita… Além disso foram necessários seis estúdios para a gravação, foi a gravação mais cara do mundo.

8. Sex Pistols – God Save The Queen (1977)

Essa música não foi só revolucionaria, foi também uma declaração de guerra civil na Inglaterra. Depois de a música ser censurada por ser uma afronta a Rainha da Inglaterra, a banda sex Pistols armou um show em uma embarcação em frente ao parlamento.

7. New Order – Blue Monday (1983)

Eram uma banda de rock, mas após a morte do vocalista, mudaram para dance music. E com isso fizeram a união de dois estilos completamente diferentes, dance e rock.

6. Marvin Gaye – What’s Going On

Com sua carreira fracassada e sua vida pessoal em estado deplorável, Marvin Gaye compôs uma música sobre preservação ambiental e guerras. Em um tempo que consciência ecológica não existia, isso fez dessa música revolucionaria.

5. Bob Marley – I Shot The Sheriff

Bob Marley era um pé rapado, sem espaço na mídia. Precisou que West Coast gravasse em 1974 sua música para o mundo conhecer o reggae.

4. Serge Gainsbourg – Je T’aime Moi Non Plus  (1969)

Serge Gainsbourg gravou uma música na qual sua mulher Jane Birkin gemia ao fundo. A música foi censurada, era considerada atentado aos bons costumes. Mas mesmo assim foram vendidas 3 milhões de cópias.

3. Grandmaster Flash – The Message (1982)

The Message oi o primeiro rap a fazer sucesso em todo o EUA e logo no mundo todo. Antes dele, os grupos de rap eram divididos nos bairros pobres dos EUA, onde cada um tinha seu espaço.

2. Bob Dylan – Like a Rolling Stone

A música tem seis minutos de duração, onde Bob Dylan passa perguntando: “Como se sente?”

1.E a música mais conhecida do mundo, a qual todos a cima já cantaram, você já cantou, sua mãe já cantou, sua vó já cantou, todos nós já cantamos: Parabéns a você. A música foi composta por duas professoras primárias da cidade de Louisville, no Estado de Kentucky, as irmãs Mildred e Patricia Hill. Resolveram compor uma quadrinha para seus alunos cantarem quando chegassem à escola, pela manhã. O resultado foi Good Morning To All ( Bom dia para todos ).

Meio século mais tarde, em 1924, uma editora musical americana lançou um livro de partituras, o Celebretion Songs. Como na época não havia uma música própria para ser tocada em aniversários, a editora “emprestou” a melodia das irmãs Smith Hill e rebatizou-a como Happy Birthday To You ( Feliz aniversário para você ).

Berta Celeste Homem de Mello é a autora da letra, em português, da música mais popular de todos os tempos, Parabéns a Você, até então cantada em inglês no Brasil.

E como o assunto coincide com o dia de hoje, quero deixar gravado aqui meus parabéns pro meu negrinho que completa hoje 19 aninhos.

Zooey Deschanel

Zooey é atriz e vocalista da dupla She&Him, vi alguns filmes nos quais ela atuou,
e ela sempre aparece com um estilo retrô e muito feminino.

Fora das câmeras, Zooey costuma aparecer sempre com vestidos de cintura marcada,
as cores variam de tons claros para mais escuros, mas sempre muito discretos,
ela costuma usa-los com meia-calça, e os sapatos fechados, salto quadrado e laços

O mais interessante, é que mesmo quando esta atuando,
o seu estilo permanece intacto,
acho que acaba sendo aderido pelo seu personagem.

She&Him

She & Him é uma banda folk americana de indie pop
constituida por nossa querida Zooey (voz,piano e banjo)  e M.Ward (guitarra e produção)

E para os que ficaram curiosos em ver como é o som de She&Him:

She & Him – Thieves

She & Him – In The Sun