Remember 2009

Quando passa, percebemos como foi rápido… E 2009 pra mim foi um bom ano, com tudo que me trouxe, nem sempre tão bom, assim como nada de ruim me abalou de mais . Foi um ano que me modificou de mais também, e tudo ao meu redor.. No início é complicado aceitar o que vem e vai sem parar, como se tu não tivesse segurança de nada que tens, por mais que prenda nos dedos, talvez seja bem por aí .. Mas depois que muda, é bom, afinal, o que mudou, um dia foi novo. E no início de 2009, as coisas foram fluindo, como em um jogo de quebra cabeça, onde você começa a montar, até que encontra aquelas peças mais significativas, o centro do desenho sabe ?.. É … virou tudo ao contrario, e o que era instável, ficou firme.

Sou caretona mesmo, e sempre fui de versos curtos que falassem de amor, unilateral ou não, nunca soube o que era não falar de amor, por mais que não o conhecesse…

Vi um musical nesse ano que passou mesmo, chamado ” Moulin Rouge”, um filme romântico, entre um rapaz que falava de amor, e uma mulher que falava de diamantes, “seus melhores amigo”, ela dizia assim.. E em torno do filme fluíam frases, completas, que até então eram unilaterais, e entre elas o mero poeta que falava de amor sem conhecê-lo cuspiu  : ” A coisa mais linda que se pode aprender, é amar, e em troca, amado ser. “

Em 2009 enchi a boca pra falar isso .. ” Conheci um guri, que eu já conhecia”        … Bem isso … Conheci o amor em uma pessoa que eu já conhecia… Esse post ta completo de três pontos, com aquele ar de suspiro, sinto que valeu a pena me 2009, por mais que me culpe por tudo aquilo que de errado se faz, mas levei vários tapas na cara, to calejada meu caro, é .. antes cedo, do que passar por certos atos na idade da sabedoria.

… Sempre fui de poucos amigos, e quando tive muitos, todos se foram de uma só vez. Como vovó já dizia, amigos.. um ou dois, os outros conhecem você, e você também, muitos apenas são seus conhecidos. É aquela estranha sensação de “vitima”, que todos sempre temos, eu sei que a marcha não toca assim, mas eu nunca vou me ver como tirana, assim como ninguém …

Foi um ano de equilíbrio eu vou dizer assim, por que nada que é perfeito em todos os pontos é real, até os sonhos tem seus dias de pesadelos.